Pix: o que é e como funciona a nova forma de pagamento

Pix: o que é e como funciona a nova forma de pagamento

A contar do lançamento, não se ouve mais falar em outro assunto a não ser o Pix. Esse sistema de pagamentos traz mudanças de grande impacto para o Brasil. Não apenas as pessoas tiram proveito das transferências em tempo real, como as empresas também estão de olho nas oportunidades que podem surgir.

Visto como a promessa de mudança no mercado de pagamentos brasileiro, o Pix garante algumas coisas. A primeira delas é que ele é totalmente seguro. Outra é que faz tudo bem rapidinho. Mas será mesmo? Neste artigo, trazemos todos os fatos importantes para que você entenda de uma vez por todas se deve ou não usar o Pix. Boa leitura!

Tire todas as suas dúvidas sobre o Pix

O que é Pix?

O Pix é um sistema de pagamento instantâneo brasileiro, criado e regulado pelo Banco Central do Brasil (BCB). Ele permite transferências de recursos e realização de pagamentos pelo meio digital.

Os valores são debitados automaticamente da conta-corrente, poupança ou pré-paga do realizador. A transação é finalizada em segundos, disponibilizando o montante para o recebedor de forma imediata.

Vigor e quem pode usar

Desde 16 de novembro de 2020, o Pix já está funcionando em todo território nacional para transferências e pagamentos entre:

• pessoas físicas ou P2P (person to person);

• pessoas e comércios ou P2B (person to business);

• empresas, estabelecimentos e comércios ou B2B (business to business);

• pessoas físicas, empresas e governo ou P2G e B2G (person to government e business to government).

Onde acessar

Para acessar o Pix, é necessário usar algum canal oficial de atendimento das instituições bancárias, como:

• smartphone;

• internet banking;

• agências;

• caixas eletrônicos.

Correspondentes bancários, como lotéricas — e em alguns casos, agências dos Correios — também estão disponíveis para acesso ao Pix. Outras entidades com fins econômicos, como fintechs e instituições de pagamentos, podem oferecer a função da mesma forma.

Que mudanças estão relacionadas ao Pix?

Conheça as principais mudanças que vieram com o Pix!

Para pessoas físicas

O que muda para as pessoas que utilizam a transferência com Pix é que não há custo na transação. Diferentemente do DOC e do TED, você paga absolutamente nada ao enviar valores para contas de diferentes bancos que o seu. Outro ponto é a possibilidade de pagar boletos usando apenas o QR Code da fatura.

Para empresas

As empresas que aderirem ao Pix poderão diminuir os custos com processos financeiros. Embora ele ainda seja cobrado para pessoas jurídicas, oneram muito menos do que um DOC ou um TED. Além disso, permite transferências entre instituições diferentes, o que gera menos burocracia econômica para o mercado.

Como funciona essa nova forma de pagamento?

Como funciona o pagamento via pix?

Para usar o Pix nas transferências ou pagamentos, é preciso ter uma conta-corrente, conta poupança, conta digital ou conta pré-paga em alguma instituição financeira. Entenda como funcionam outros detalhes do sistema de pagamentos instantâneos brasileiro!

Pix com ou sem acesso à internet

Em 2020, o BCB liberou apenas o uso online do sistema Pix. A previsão é que ainda em 2021 ele esteja disponível em diferentes locais de forma offline, sem internet, para pagamentos e transferências instantâneas.

Pix com chave cadastrada

A sua chave será baseada nos dados usados para criar a conta na instituição escolhida, podendo ser:

• o seu e-mail cadastrado na conta-corrente, poupança, digital ou pré-paga;

• seu telefone celular;

• seu CPF/CNPJ;

• uma chave aleatória gerada automaticamente pelo sistema.

Lembrando que, para usar o Pix, não é necessário cadastrar essa chave. Ela é apenas uma maneira fácil e rápida de fazer as transferências usando apenas um código e não todos os dados da conta.

Pix com QR Code

O QR Code é um código de barras bidimensional feito para ser lido pelas câmeras digitais. Com ele, você pode fazer transferências para empresas e pessoas, assim como pagamentos. Você também pode gerar seu próprio QR Code nos canais de atendimento do Pix e cobrar valores dos outros.

Pix com dados bancários

Outra forma de usar o Pix é preenchendo os dados bancários da pessoa ou empresa para quem deseja fazer a transferência ou pagamento. Dessa forma você não precisa do QR Code e nem da chave cadastrada, sendo um processo semelhante ao que já era feito com o DOC ou o TED.

Quais são as vantagens do Pix?

Veja os principais benefícios de fazer um Pix!

Pix é mais barato do que outros métodos

Para quem prioriza o equilíbrio financeiro e detesta pagar taxas, o Pix é excelente. Ele custa nada para as pessoas físicas, assim como microempreendedores (MEIs). Já para outras empresas há a cobrança, mas muito mais em conta do que um DOC ou TED.

Transferência com Pix é mais rápida

Todo pagamento ou transferência feito com o Pix é realizado de forma instantânea. Isso significa que, se você pagar uma conta de luz por meio do Pix, a companhia de energia recebe na hora seu dinheiro. Isso também vale para enviar valores a outras pessoas ou empresas.

Pix é muito fácil de usar

Com o Pix, tudo o que você precisa é da chave cadastrada ou do QR Code para fazer uma transferência ou pagamento. Mas, caso não tenha nenhuma dessas informações, ainda é possível utilizar o sistema instantâneo inserindo os dados bancários de quem receberá os valores.

Alta disponibilidade do sistema Pix

O sistema de pagamentos e transferências do Pix funciona a qualquer momento. Estando disponível por 24 horas do dia e 7 dias da semana, você realmente vira dono do seu dinheiro. Chega de esperar os dias úteis e fugir dos feriados na hora de pagar as contas. É tudo feito em tempo real.

BCB garante a segurança do Pix

O Banco Central já anunciou: o Pix é protegido por robustos sistemas de proteção digital. Isso quer dizer que não apenas seu dinheiro está resguardado, mas seus dados também. Além do mais, a Lei Geral de Proteção de Dados é outra garantia de que suas informações estão em boas mãos.

Pagamento com Pix é mais versátil

O Pix se propõe a cumprir diferentes objetivos em nossa sociedade. Para os trabalhadores, é uma forma rápida e gratuita de transferir valores ou pagar suas contas, sem depender dos dias úteis. Já para as empresas, é uma maneira de ter menos custos e burocracias em seus processos financeiros.

Com o Pix, é muito mais fácil organizar o orçamento, pois as transações digitais ficam todas ao alcance dos dedos. Além disso, ele permite mais agilidade no dia a dia e menos custos pelas operações de transferência. Seja para sua empresa, seja para sua vida pessoal, usar o novo sistema brasileiro de pagamentos instantâneos traz várias vantagens.

Aqui no blog sempre damos dicas que facilitam seu dia, por isso, assine nossa newsletter e não perca nenhuma novidade!

materiais educativos