Ganha pouco? Veja como fazer o salário render mais!

Ganha pouco? Veja como fazer o salário render mais!

Todo dia, muitas e muitas pessoas param para pensar em como fazer o salário render mais. E essa não é uma preocupação comum só entre aqueles que ganham pouco, mas também entre os que não contam com um planejamento financeiro ou que acabam se perdendo nas compras compulsivas.

Independentemente de qual for o seu caso, saiba: é sim possível tirar maior proveito do seu salário, mesmo que você não ganhe o quanto gostaria.

Apostar em estratégias de controle financeiro pode fazer sua remuneração render mais, ajudando a garantir um futuro melhor.

Pensando nisso, resolvemos preparar este conteúdo com algumas boas práticas que você pode adotar ainda hoje para alcançar esse objetivo o quanto antes.

Pronto para elas? Então se prepare para responder à pergunta que não quer calar: como fazer o salário render?

Veja como fazer o salário render mais!

Reavalie o quanto você ganha

como fazer o salário render

A definição de pouco ou muito dinheiro é bastante relativa, variando de acordo com as diferentes percepções de cada pessoa.

Por isso, a melhor forma de saber se seu salário é o suficiente para você e sua família é fazer um diagnóstico do quanto você ganha e do quanto você gasta.

É preciso parar para pensar em pontos como:

• Você planeja seus gastos?
• Você sabe exatamente onde gasta seu salário?
• Você gasta segundo seu poder de compra?

Ao responder essas perguntas você estará mais próximo de entender se a falta de dinheiro no fim do mês se dá porque o salário é insuficiente ou por conta da falta de planejamento ou do consumismo.

seguro ideal

Repense suas escolhas

É bastante comum que aquelas pessoas que chegam no fim do mês sem um tostão no bolso tenham hábitos de consumo descontrolados. Muitas vezes, as promoções, os descontos e as liquidações podem comprometer uma grande parcela da renda.

Para que seu orçamento renda mais, portanto, é preciso repensar suas escolhas e controlar os gastos com mais consciência. Isso envolve desde as compras excessivas até a forma como você paga por esses produtos, viu?

Avalie como você está gastando seu dinheiro. Veja se usa muito o rotativo do cartão de crédito, acabando por não conseguir pagar, bem como se abusa do cheque especial – depois se vendo em meio a uma bola de neve de dívidas -, ou se parcela tudo e acaba pagando muitos juros, por exemplo.

Pode acreditar: com esse reconhecimento feito, você será capaz de controlar melhor seu orçamento e até de economizar com gastos desnecessários. Animado para fazer esse diagnóstico nas suas contas?

Economize em casa

Atenção: não são só os hábitos relacionados a compras que você deve ponderar. Considere também como é possível economizar com os gastos rotineiros da casa.

Muitas vezes, aqueles planos de vários canais da TV a cabo, internet ilimitada e até academia podem não estar sendo usados como o imaginado, fazendo você gastar sem precisar.

Além disso, é bom também observar se você controla os gastos como água e eletricidade, uma vez que deslizes nessas áreas podem pesar no custo mensal.

Algumas atitudes que podem fazer a diferença são: não deixar torneiras pingando e consertar vazamentos, fechar a torneira ao escovar os dentes, não deixar luzes acesas desnecessariamente, acumular roupa suja para lavar de uma vez só, abrir a geladeira o mínimo possível e por aí vai.

Aposte em fontes de renda extra

Por mais que muitas pessoas tenham dificuldade para perceber isso, é verdade: todo mundo tem habilidades que podem ser exploradas como uma forma de renda extra. Se você sabe costurar, por exemplo, pode fazer consertos para garantir um dinheirinho a mais todo mês.

O mesmo vale caso você seja um bom escritor, podendo procurar vagas para produzir conteúdos para blogs e redes sociais, por exemplo. Se você gosta de animais, pode ser petsitter, cuidando dos bichinhos de vizinhos e conhecidos quando viajam. O que mais passou pela sua cabeça nesse sentido? Coloque em prática!

Conte com um planejamento financeiro

como fazer o salário render

Para saber se seu salário realmente é uma quantia que supre suas necessidades, primeiro é preciso conhecê-las. Afinal, se você não tem controle dos seus gastos, pode ser que nem um aumento de remuneração o ajude a fazer o dinheiro render mais.

Comece sua organização financeira com uma planilha simples, inserindo por lá todas as suas fontes de renda e todos os seus gastos, desde as contas básicas do mês até o cafezinho do meio da tarde. Assim, você pode identificar suas principais fontes de despesa e descobrir se pode fazer cortes que o ajudem a economizar no curto e longo prazos.

Continue se aprimorando

Se você não está satisfeito com seu salário, precisa fazer alguma coisa para mudar a situação, não concorda? E uma das primeiras alternativas nesse cenário é a de buscar uma evolução de carreira.

Por isso, nunca deixe de apostar em você, desenvolvendo continuamente seu potencial como profissional. Muitas vezes, cursos online (normalmente não tão caros) já podem ajudar a desenvolver habilidades essenciais para seu trabalho, levando à conquista de uma posição melhor dentro da empresa em que está hoje.

materiais educativos

Descubra outras formas de lazer

Ter lazer não deveria significar gastar muito. É verdade que o lazer é associado ao consumo, mas as coisas não precisam ser assim.

Para que seu dinheiro renda mais, você pode apostar em atividades divertidas que não exijam tanto do seu financeiro.

Você pode, por exemplo, trocar o passeio no shopping por um passeio no parque, trocar o cinema pela sessão de pipoca em casa, experimentar formas de lazer ao ar livre, como andar de bike, fotografar e visitar exposições, reunir os amigos em casa em vez de ir a restaurantes badalados e assim por diante.

A ideia não é cortar a diversão para economizar, mas sim encontrar formas mais econômicas de entretenimento. Já conseguiu pensar em outras alternativas com esse propósito?

Não se esqueça de investir

Garantir o futuro financeiro é uma tarefa que deve ser desenvolvida ao longo do tempo, mas que precisa ser iniciada o quanto antes.

Por isso, considere começar com atitudes que podem ser realizadas hoje e que o ajudarão a ter maior segurança e tranquilidade daqui a alguns anos.

Essas opções podem ser aplicações em previdência privada, contratações de seguro de vida para proteger sua renda caso algo aconteça com você, investimentos no Tesouro Nacional, entre outros.

Seus primeiros investimentos não precisam começar com valores fora da sua realidade. Muito pelo contrário, aliás, eles têm que ser uma maneira de você se manter financeiramente saudável, e não de comprometer sua renda com algo que pese no seu bolso.

Uma boa prática é a de separar cerca de 10% dos seus rendimentos para esses investimentos. Busque opções com as quais você se sinta confortável e não deixe de recorrer a especialistas que possam ajudá-lo durante o processo.

Como você viu, existem diversas práticas que podem ajudá-lo a realizar mais com o que recebe hoje. Agora que você já sabe como fazer o salário render mais, certamente já pode aplicá-lo da melhor maneira no seu dia a dia e aproveitar cada centavo ao máximo!

E então, gostou das nossas dicas? Aproveite para compartilhar o conteúdo com seus amigos nas redes sociais para que eles também possam aproveitá-las!