Comprar imóvel ou investir: o que é melhor?

Comprar imóvel ou investir: o que é melhor?

Decidir entre comprar imóvel ou investir é uma dúvida que acompanha o planejamento financeiro de diversas pessoas.

Por um lado, essa decisão pode levar ao fim do aluguel. Por outro, você consegue aplicar seu dinheiro de forma que ele produza renda passiva.

Visto que as duas alternativas oferecem vantagens e demandam um bom capital, vale a pena explorar um pouco mais sobre qual a melhor maneira de aplicar o seu dinheiro.

Se você ainda está em dúvida sobre como escolher a melhor opção para a sua realidade, continue a leitura e confira as dicas que preparamos a seguir!

Como se organizar para comprar imóvel ou investir?

Comprar imóvel ou investir? Veja o que é melhor

Antes de pensar na melhor maneira de ganhar dinheiro, é importante entender quais os melhores caminhos para preparar seu orçamento e começar a poupar.

Veja a seguir quais cuidados são indispensáveis para reunir renda suficiente para comprar um imóvel ou criar uma bela carteira de investimentos.

Faça um planejamento

Por meio de um planejamento financeiro, você consegue organizar suas receitas e despesas para que sobre uma boa parcela mensal para aplicar.

Portanto, a criação de um orçamento doméstico é essencial na montagem do seu plano financeiro. 

É por meio dele que você identifica quais os principais gastos, as fontes de receita e ainda define as despesas supérfluas que pode eliminar.

Isso não significa viver abaixo das suas necessidades, mas sim fazer escolhas de consumo que valorizem seu dinheiro e refletem em mais qualidade de vida no futuro.

Defina metas

A definição clara das metas é muito importantes para manter seu espírito forte e sua mente com foco no que quer alcançar. Para a criação delas, é necessário dar atenção a alguns detalhes.

Primeiro, essas metas precisam ser alcançáveis. Nada é mais frustrante do que permanecer trabalhando em um objetivo que você mesmo sabe o quanto está distante.

Assim, se o foco é criar uma carteira com 200 mil reais de patrimônio, uma boa ideia é determinar uma meta de comprar 50 mil reais ao ano em ativos financeiros

Depois, elas precisam de uma boa cadência temporal, ou seja, serem segmentadas conforme o passar dos meses e dos anos.

Assim, para a aquisição de ativos, por exemplo, vale estabelecer uma meta mensal que contribui para a construção das anuais.

Por último, elas devem ser claras e objetivas para facilitar o planejamento.

Estude as opções

Tanto no mercado imobiliário quanto no financeiro, há uma grande oferta de ativos para a compra. Por isso, a avaliação criteriosa das alternativas é tão importante.

Em ambos os setores, vale conferir como a sua escolha pode ajudar no alcance dessas metas e quais delas estão de acordo com o seu perfil.

Assim, vale fazer uma seleção mais ampla e, depois, filtrar quais as melhores alternativas.

Dessa forma, para a compra de um imóvel, vale determinar qual tipo está em conformidade com o que você espera. Seja um apartamento, casa em condomínio ou um sobrado.

Já para a aquisição de ativos, essa ideia também é válida quando se tratam de opções como renda fixa ou variável, por exemplo.

Como avaliar a situação como um todo para escolher?

É melhor comprar imóvel ou investir?

O importante é analisar a sua condição financeira e o panorama do mercado de imóveis e financeiro.

Por exemplo, se você deseja investir em imóveis, é fundamental dar atenção às oportunidades que esse mercado oferece. Além disso, fuja dos períodos em que os preços estão muito elevados.

Assim, você consegue encontrar casas e empreendimentos imobiliários em uma ótima condição e com perspectivas de valorização a longo prazo.

Além disso, uma boa alternativa é aportar o dinheiro em fundos imobiliários. Nesse sentido, a necessidade de investimento inicial é menor e tem uma boa chance de obter bons lucros.

Você ainda conta com pagamentos periódicos que podem ser reinvestidos ou utilizados em seu dia a dia.

Há várias outras opções no mercado financeiro que devem ser consideradas no momento de alocar seus recursos financeiros disponíveis.

Uma dica útil, comum entre os especialistas, é realizar uma boa diversificação da sua carteira. Assim, você minimiza os riscos corridos e aumenta a rentabilidade de seu capital.

Também é válido contar com especialistas de mercado que possam ajudar na tomada de decisão.

Para isso, procure profissionais de sua confiança e peça dicas para eles. Outro modo é verificar conteúdos como este, disponíveis em vários meios.

Comprar imóvel ou investir: o que é mais interessante?

A resposta para essa pergunta é: depende! Por exemplo, imagine que você precise alocar o seu dinheiro para garantir uma rentabilidade e não perder poder de compra para a inflação. No entanto, a liquidez do dinheiro é um fator determinante para você.

Se essa for a situação, é aconselhável procurar investimentos que proporcionem a possibilidade de resgate imediato.

Porém, há opções de Certificados de Depósitos Bancários e Títulos Públicos com tal característica. No mercado imobiliário você vai imobilizar o seu patrimônio e terá um pouco de dificuldades para movimentar o montante aplicado.

Agora, se o seu objetivo é iniciar a construção de um patrimônio que permita uma aposentadoria mais segura e que gere retornos mensais, a compra de um imóvel pode ser uma boa alternativa.

Além disso, se deseja chegar à velhice com bons recursos financeiros, apostar em uma previdência privada também é uma ótima opção.

Assim, você garante uma boa remuneração quando chegar a uma idade mais avançada e assegura tranquilidade financeira para si e também a toda a família.

Ainda como bônus, não fica dependente do INSS, o que gera um grande alívio para o seu futuro. Portanto, vale analisar tais aspectos e entender seus objetivos financeiros a fim de definir o melhor para você.

Que tipo de investimento priorizar para ter mais segurança e estabilidade?

Ter boas escolhas em como aplicar seus recursos financeiros é importante para você sentir segurança e aumentar a estabilidade em sua vida.

Além disso, é relevante entender seu perfil de investidor para estabelecer o que fazer com o dinheiro.

Porém, há situações que devem ser adotadas desde já. Por exemplo, investir em uma solução de previdência privada é uma ótima saída para garantir sossego a longo prazo.

Além disso, pode-se incorporar um bom seguro de vida para que, caso algo aconteça, você e sua família tenham segurança para superar as adversidades e restabelecer a tranquilidade financeira em seu dia a dia.

Entendeu como decidir entre comprar imóvel ou investir? A partir das nossas dicas, você obtém mais estabilidade e consegue guiar melhor os passos para um futuro tranquilo, aumentando sua segurança financeira.

Além disso, vale a pena encontrar um bom seguro de vida para evitar surpresas ao longo do caminho.

Quer continuar aprendendo sobre o mundo financeiro? Então confira o artigo sobre o que é disciplina financeira e aprenda 5 dicas práticas agora mesmo.

  • Publicado

    26 de julho de 2022

  • Categoria

    Educação Financeira

  • Tags Relacionadas

    Investimentos

Cadastre-se para receber atualizações por e-mail