Cuidados ao contratar um seguro são essenciais. Confira

Cuidados ao contratar um seguro são essenciais. Confira

O mercado de seguros vem crescendo no país, o que mostra que o brasileiro entendeu que é imprescindível proteger seu futuro e de sua família. Mostra também, por outro lado, que são necessários cuidados ao contratar um seguro, principalmente devido ao grande número de seguradoras surgidas nos últimos anos.

São diversos produtos em ascensão: seguro auto, residência e até de celular entraram na mira do brasileiro — sendo que o total pago por este último aumentou incríveis 70% em 2017.

No mesmo ano, o seguro de vida resgatável cravou 21,8% de evolução no total de prêmios. A procura por seguros que cobrem diagnóstico de câncer também subiu intensamente nos últimos meses: de janeiro a agosto de 2018, o prêmio total no segmento alcançou aumento de 12,5% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Mas com tanta flexibilidade na formatação dos seguros, como modelar o produto ideal às suas necessidades? Quais são os erros que podem comprometer o pagamento da indenização em caso de sinistro? Hoje você vai conhecer os cuidados ao contratar um seguro para fazer valer o investimento em sua proteção!

Confira os principais cuidados ao contratar um seguro

Contratar somente seguro que faça sentido ao seu perfil ou estilo de vida

Assim como qualquer outro produto, a aquisição de uma apólice de seguros (independentemente de qual seja o segmento) exige planejamento e consciência do que se deseja proteger.

Mesmo que pareça óbvio, muitas pessoas contratam pacotes de coberturas fechadas sem verificar se os benefícios estão alinhados às suas necessidades. Cada cobertura adicionada acarreta prêmio mais alto, o que pode diminuir o custo-benefício da aquisição. Aqui começam os cuidados ao contratar um seguro.

Se você não trabalha com seu automóvel, qual é o sentido de permitir que seja inserida uma cobertura de lucros cessantes em sua apólice de seguro auto?

Ou colocar ressarcimento de diárias por internação hospitalar em seu seguro de vida, mesmo sabendo que você já tem um custo (elevado) com plano de saúde?

Ou, ainda, não verificar que contratou um seguro residencial mais caro do que a média do mercado porque sua apólice prevê, por exemplo, assistência Pet — e você não tem nenhum bicho de estimação em casa?

Seguro não pode ser contratado de forma aleatória, como um combo em um fast food. A possibilidade de personalização exige que você estude com sobriedade o que de fato precisa, a fim de dar os contornos ideais para proteger você e sua família sem desperdícios.

materiais educativos

Um único item adicionado desnecessariamente em sua apólice pode majorar seu prêmio anual em até 30%. Fique de olho nesses cuidados ao contratar um seguro.

Saber se o valor do seguro caberá dentro do orçamento

O prêmio é o valor que você paga para delegar à seguradora o perigo que você corre. O risco de ter seu carro roubado, de sofrer um acidente que o impossibilite de trabalhar, de ter os objetos de sua residência furtados ou seu celular roubado.

De acordo com cada produto, o risco de sinistro é terceirizado à seguradora. Por isso, não é de se espantar que as empresas do setor sejam tão criteriosas na hora de avaliar o perfil do segurado.

Dessa forma, o questionário deve ser respondido com clareza e honestidade, já que fatos obscuros ou duvidosos podem aumentar terrivelmente o valor de sua apólice.

É preciso também pesquisar o valor das mesmas coberturas junto a seguradoras diferentes. Por fim, um dos pontos mais importantes, montar um conjunto de proteções prioritárias, que resultem em um prêmio razoável.

Ainda que deseje incluir tudo o que for possível no contrato, se o que mais aflige você é o risco de faltar e deixar seus filhos sem base financeira para continuar seus estudos, o risco de morte/invalidez é prioridade em um seguro de vida. Coberturas adicionais devem ser acrescentadas dentro de sua capacidade de pagamento.

Conhecer as coberturas é um dos cuidados ao contratar um seguro

cuidados ao contratar um seguro

Outro ponto que parece óbvio, mas que poucos brasileiros observam. Embora extensas, as condições gerais da apólice de seguro devem ser lidas minuciosamente (e mais de uma vez) antes de pensar em assinar o contrato.

Para redobrar seus cuidados ao contratar um seguro, após a negociação, peça ao corretor mais alguns dias para ler e estudar as cláusulas da apólice. Deve ser dada especial atenção às condições para recebimento da indenização, bem como às cláusulas excludentes.

No caso de um seguro auto, por exemplo, eventual sinistro decorrente de embriaguez costuma isentar a seguradora de qualquer responsabilidade. No seguro de vida, o suicídio invariavelmente está presente entre as hipóteses excludentes.

Importante destacar que há jurisprudência consolidada do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Se o contrato não for claro em explicitar determinada exclusão de responsabilidade, a seguradora torna-se automaticamente obrigada a cobrir a avaria ou o dano em questão.

Esse alerta judicial reforça a recomendação de que todas as alíneas das condições do seguro sejam analisadas com extrema cautela.

Ficar atento ao capital segurado

capital segurado é o valor máximo que será pago em caso de sinistro coberto pela apólice. Quanto maior o capital segurado, entretanto, maior será o prêmio mensal/anual (custo ao contratante).

Se seu seguro é contra perda, avaria ou roubo de celular, quanto vale seu aparelho no mercado? É esse valor que deve referenciar seu capital segurado nesse caso.

E com relação a um seguro de vida? De quanto seu filho precisaria para se manter sem sua presença? Todos esses valores devem ser mensurados — considerando, inclusive eventuais variações inflacionárias.

Conferir o histórico da seguradora e não omitir fatos ao responder o questionário da seguradora

Mentir ou omitir informações à seguradora traz inúmeros problemas com o recebimento da indenização. Muitos preenchem o questionário de risco sem compromisso com a verdade e, ao longo dos anos, se esquecem desse detalhe.

Ocorre que a seguradora vive de análise de risco. Ela conta com mecanismos diversos para apurar as informações inseridas no formulário. Uma simples omissão pode, mais à frente, custar a negativa de pagamento do valor contratado. E isso costuma ocorrer quando o segurado (ou o beneficiário) nem sequer se lembra mais do que foi colocado no papel.

Não se esqueça: traga respostas verdadeiras. Afirmações obscuras ou duvidosas podem, inclusive, causar efeito contrário — ou seja, majoração na classificação de risco e aumento no valor da apólice.

Lembramos que os cuidados ao contratar um seguro de vida passam ainda por outras especificidades. Quer descobrir quais? Então confira agora os 7 passos para escolher o melhor seguro de vida!

seguro ideal

  • Publicado

    26 de março de 2019

  • Categoria

    Educação Financeira

  • Tags Relacionadas

    Seguro de vida