O que é renda extra? Conheça e tire suas dúvidas

O que é renda extra? Conheça e tire suas dúvidas

Quem nunca ouviu falar sobre esse assunto? Parece até que está na moda. Aumentar a renda é o tema do momento; todo mundo quer fazer, todo mundo precisa de renda extra, todo mundo sabe o que é renda extra. Ou não?

Neste artigo, vamos indicar algumas fontes de renda extra que podem funcionar para perfis variados. A ideia é que você faça algo planejado, não precise encarar um “bico” qualquer e, ao final, consiga ter dinheiro para pagar suas dívidas, realizar aquele sonho, ter uma reserva financeira ou fazer um investimento no futuro.

Pronto para nossas sugestões? Acompanhe!

O que é renda extra e por que ela é importante?

O que é renda extra? Dar aulas particulares é uma maneira de conseguir

Se você não sabe o que é renda extra, nós explicamos. Trata-se de uma renda alternativa, aquele dinheiro que você ganha a mais para não precisar mexer na sua renda ativa, ou seja, no seu salário.

Sabe quando chega o fim do mês e você percebe que a conta não fecha? Daí alguém chega e diz “tem que reduzir custos e economizar”. Tudo bem, você realmente precisa fazer isso na maioria das situações, mas a verdade é que possível acelerar os resultados quando, além de fazer essas reduções, ainda gera renda extra! Afinal, assim terá mais dinheiro entrando.

Estamos em um momento de economia colaborativa, com diversos serviços e sites (como Uber e Airbnb) que permitem conseguir uma renda extra. Esse tipo de sistema conecta aquelas pessoas que querem oferecer serviços a outras pessoas dispostas a pagar por isso.

Cada vez mais, a sociedade tem preferido esse modelo de vender e comprar serviços, principalmente pelos valores serem bem atrativos. Se há pouco tempo isso era algo dos Millennials, agora já vemos a prática dos negócios colaborativos em todas as idades e classes sociais.

Nesse cenário, é mais que natural que muita gente se pergunte sobre a melhor forma de gerar renda extra. Só que a verdade é que não existe uma forma melhor que a outra. Existe sim aquela que mais se adapta ao seu estilo de vida, à sua dinâmica diária e às suas habilidades.

Também é importante saber que, qualquer que seja sua escolha, é fundamental ter carinho e sintonia pelo que faz. Esse é o segredo do sucesso. Não existe mágica. Existem pessoas que fazem o que amam e são recompensadas por isso.

Em suma, a renda extra é fundamental para quem quer expandir suas economias pessoais para além do salário habitual. Ela é um esforço extra, que traz resultados satisfatórios a quem executa serviços de maneira prazerosa e eficiente.

Que obstáculos podem surgir nesse processo?

Agora, não romantizemos: a renda extra tem seus obstáculos. Alcançá-la requer, como já pincelamos, visão estratégica.

Inclusive, é correto afirmar que não é todo mundo que tem “tino” para fazer renda adicional. Agora, é verdade que sim, todos podem se preparar para isso. Seja com dicas — como as que você verá a seguir —, seja praticando e aprendendo com a execução.

Entre os principais desafios a serem superados para se alcançar uma boa renda extra, destacamos os seguintes:

• falta de criatividade: normalmente, as pessoas que têm dificuldade de gerar renda alternativa reclamam de não serem criativas. E sim, pensar em maneiras diferentes de entregar serviços é muito importante. Não é todo mundo que tem habilidades únicas, logo, a concorrência pode ser grande em determinadas atividades. É preciso fazer diferente e, sobretudo, demonstrar esse diferencial aos possíveis clientes;

• desorganização da agenda: como a renda extra é realizada nas horas livres, muitas pessoas deixam de consegui-la por não fazerem uma boa gestão do tempo. As dificuldades normalmente se dão quando a pessoa fica perdida entre não recusar clientes e ter “braço” para atender todos. Esse é um obstáculo que, com bastante disciplina, ultrapassa-se com o tempo — quanto antes, melhor;

• falta de consistência: outro ponto desafiador é manter regularidade e qualidade no serviço prestado. Muitas pessoas acabam tendo dificuldades, pois têm seu trabalho regular e, conforme já apontamos, é mais complicado manter uma agenda produtiva. Ao mesmo tempo, também é desafiador “estandardizar” o serviço prestado em horas vagas, o que pode gerar insatisfações na clientela;

• sobrecarga física e emocional: por fim, a questão do cansaço é desafiadora para muitas pessoas que buscam uma renda extra. É muito importante considerar não apenas as questões físicas, mas também de saúde mental e emocional.

Há serviços que não requerem muito esforço manual ou braçal, mas demandam criatividade constante e muita atenção, o que pode ser desgastante.

Em suma, é fundamental ter os desafios em mente e iniciar trabalhos extras com cautela, para ir sentindo até onde se pode chegar. A palavra é equilíbrio; cuidado para ser criativo, organizado, consistente e, ao mesmo tempo, evitar fadigas.

Como ter renda extra?

Veja agora uma série de maneiras de fazer renda extra como autônomo. Certamente, uma delas vai se encaixar no seu perfil, aptidões e habilidades.

Alugue seu imóvel (ou parte dele)

aluguel é uma das alternativas mais simples e antigas de conseguir ampliar a renda. E o melhor: com o desenvolvimento de serviços como o site Airbnb, agora é possível conseguir um hóspede para seu apartamento ou para sua casa só por um determinado período.

E, praticamente, basta ter um sofá para você se tornar um candidato a anfitrião. É verdade! Os espaços mais inusitados são oferecidos a quem vai apenas passar pela cidade.

Com esse aluguel, sua renda extra pode partir de R$ 36, valor mínimo oferecido pelo site, indo até R$ 450 mil, que é o valor cobrado pelo aluguel por 30 dias de uma determinada hospedagem na Gávea, no Rio de Janeiro.

É claro que essa renda extra varia de cidade para cidade e de estrutura para estrutura, mas é uma boa opção, que deve ser levada em consideração.

→ Ponto positivo: se você tem um imóvel ou mesmo um cômodo parado, é hora de dar aquele trato e começar a fazer dinheiro.

 Ponto de atenção: levante informações sobre as pessoas que se oferecem para alugar o imóvel, valendo a pena até conferir histórico criminal, se achar necessário.

Aposte no transporte de pessoas

É bem provável que, de todos os possíveis serviços que servem como fonte de renda extra, esse seja o mais conhecido e utilizado hoje em dia. Estamos falando de serviços como Uber.

No caso da Uber, qualquer pessoa que tenha habilitação profissional, um smartphone e um carro relativamente novo, com 4 portas, 5 lugares e ar-condicionado, pode se tornar motorista da rede. É preciso passar por uma avaliação, que inclui análise da certidão de antecedentes criminais e uma verificação individual que não é detalhada pela empresa.

Aqui, sua renda extra vai variar de acordo com as horas trabalhadas. Mas a Uber, por exemplo, disponibiliza uma ferramenta que faz um cálculo estimado do seu faturamento. É possível atingir uma renda extra de quase R$ 2 mil — sem considerar as manutenções do veículo, é claro.

→ Ponto positivo: é um trabalho já reconhecido como tendo boa qualidade e atendimento, o que facilita demais na hora de fidelizar os clientes.

→ Ponto de atenção: alinhe o seu horário de trabalho com a Uber à sua jornada de trabalho integral, de forma a conseguir tempo suficiente para descansar. Lembre-se: isso é indispensável.

Invista no Marketing Multinível (MMN)

Imagine um cliente que começou ganhando R$ 400 mensais e, 3 anos depois, passou a ganhar R$ 35 mil! Essa história é real. Esse profissional criou uma rede tão poderosa de vendedores que precisou até deixar o trabalho só para administrar a equipe e os negócios. E pensar que tudo começou quando ele tinha uma dívida de R$ 8 mil para pagar…

Trata-se de uma estratégia de distribuição de serviços e de bens que tem no boca a boca o poder para divulgar as ofertas e convidar outros distribuidores independentes.

Cria-se, assim, uma rede. Nesse caso, você só precisa de um pouco mais de tempo para escalar seus resultados, além de ser uma pessoa influente e comunicativa, já que as vendas formam a base desse grande negócio.

 Ponto positivo: a possibilidade de altos ganhos é muito grande, mas só funciona mesmo com quem decide trabalhar bastante, abrindo mão até mesmo de domingos e feriados.

→ Ponto de atenção: procure por empresas sérias e idôneas. Tome cuidado para não confundir MMN com pirâmide! Por mais que a proposta seja parecida, os resultados são muito diferentes.

Loque seu próprio carro

Se dirigir não é bem a sua praia, outra forma de usar seu carro para obter uma renda extra é oferecendo-o para aluguel! Os valores podem variar entre R$ 5 e R$ 50 por hora, dependendo do modelo do veículo. Quanto mais moderno e com mais opções, maior pode ser o valor obtido.

A empresa intermediadora cobra uma taxa, que geralmente não passa dos 20% do valor da locação, oferecendo em troca assistência 24 horas, seguro sobre roubo, morte, invalidez e acidentes.

→ Ponto positivo: o candidato à locação normalmente já preenche uma ficha cadastral na própria agência.

→ Ponto de atenção: mesmo que os candidatos já tenham preenchido uma ficha, o ideal é que você tenha sua própria ficha, com todas as informações possíveis.

Receba por um lugar no seu carro

Se você faz o tipo que gosta de viajar com seu carro e sempre tem um assento vazio, saiba: você tem em mãos uma ótima forma de obter renda extra. O aplicativo BlaBlaCar, por exemplo, ajuda nessa parte.

Para se cadastrar, basta informar seu itinerário, com data e hora da partida, além, claro, da participação cobrada pelas despesas da viagem para cada passageiro. O passageiro efetuará o pagamento diretamente para você no momento do embarque. Em trechos como de São Paulo ao Rio de Janeiro, cobra-se, em média, R$ 60 por passageiro.

 Ponto positivo: a grana é boa, especialmente se você partir do princípio que faria o mesmo trajeto sozinho, arcando com todos os custos do próprio bolso. Com essa mãozinha, você não só tem companhia como ainda ganha uma renda extra!

→ Ponto de atenção: uma recomendação plausível é evitar levar crianças. Lembre-se de que são pessoas que você não conhece, e criança sempre exige um pouco mais de atenção e cuidado.

Cuide de cachorros

Cuidar de cãezinhos já é uma forma de obter renda extra há muitos anos. Mas agora está mais fácil! Como não poderia ser diferente, existem sites que conectam você a pessoas que precisam desse serviço.

Um exemplo é o DogHero. Na plataforma, é possível encontrar diárias que variam de R$ 40 a R$ 80. Calcule: se você receber um cachorro durante 15 dias no mês, pode contar com uma renda extra de R$ 900 mensais!

Existem sites que permitem anunciar sua casa para hospedar bichos de estimação por valores que partem de R$ 25 por noite.

Pode acreditar: existem pessoas que começaram ganhando R$ 500 mensais com essa alternativa e, depois de um tempo, até contrataram funcionários para ajudar no negócio, passando a faturar mais de R$ 6 mil mensalmente!

→ Ponto positivo: se você é apaixonado por bichinhos e sabe cuidar deles, essa dica se encaixa perfeitamente.

→ Ponto de atenção: não entre nessa se você não gosta de cachorros ou se não tem paciência com pets. Muito importante também é saber sobre o temperamento do animal antes de um passeio.

Talvez ele não seja muito sociável, por exemplo. Nesse caso, nada de sair com ele e mais uma turminha de cachorros na rua ou de promover encontros com outros cãezinhos.

Escreva para a web

Você escreve bem? É curioso? Tem facilidade para entender sobre qualquer assunto, mesmo que não seja da sua área de formação? Então, saiba que você pode ganhar dinheiro simplesmente escrevendo!

Não acredita? Hoje em dia, a internet representa um meio de informação muito relevante para as pessoas, com os blogs e as redes sociais surgindo como expoentes na hora de fazer pesquisas informativas.

Com isso, muitas plataformas surgiram com a proposta de estruturar as informações de diversas empresas na web, contando com uma rede de redatores colaborativos.

E, ao contrário do que muita gente pode pensar, não é preciso ser jornalista para escrever para essas plataformas, viu? No entanto, você precisará se capacitar sim, por meio de cursos online e testes programados para redigir sobre diversas categorias.

Uma vez aprovado, você se torna um redator oficial da plataforma, sendo demandado para escrever sobre os mais diversos temas, no horário que puder e quiser.

O pagamento normalmente é feito diretamente na sua conta bancária, sem burocracia, sendo que cada tipo de texto tem um valor específico.

O valor pode variar entre R$ 25 e R$ 100 por conteúdo, dependendo da complexidade do tema e do tamanho de texto desejado pelo cliente. E você ganha por aquilo que conseguir produzir. Parece bom, não acha?

→ Ponto positivo: sem dúvida, a flexibilidade de horário é um atrativo muito importante. Assim, você pode optar por trabalhar no início da manhã, à noite ou ainda nos finais de semana.

Cada pauta tem um prazo, que começa a correr a partir do momento em que você a assume. A partir daí, você mesmo faz seus horários!

→ Ponto de atenção: ao mesmo tempo em que a flexibilidade de horários é algo positivo, também é preciso considerar que ela pode levar à procrastinação. As pautas que não forem entregues no prazo geram reputação negativa para o redator. Em alguns casos, se o limite de atrasos e de expirações for superado, o freelancer pode até ser banido.

Ganhe dinheiro cozinhando

Aquele talento especial que você tem na cozinha não precisa mais ficar restrito à sua família! Nos últimos anos, a gastronomia ganhou muito espaço no mercado, tanto que a demanda por eventos e sabores diferenciados cresceu impressionantemente.

Assim, se você sempre foi craque com as panelas, chegou a hora de ganhar dinheiro!

Como existem muitas formas de se especializar na gastronomia, você não só pode como deve buscar uma forma de atuação que valorize seu talento.

Uma delas é a fabricação de alimentos congelados, por exemplo. Existe uma demanda muito grande no mercado atual, já que as pessoas buscam praticidade em suas refeições — especialmente as noturnas.

Investir em ingredientes naturais e em alimentação saudável, em porções que possam ser armazenadas no congelador, é certeza de bom negócio. Você pode divulgar o trabalho nas redes sociais, gerando uma rápida propaganda boca a boca!

Já se você tem uma especialização ainda maior em gastronomia e sabe preparar pratos mais sofisticados, pode conseguir trabalhar como personal chef!

Muitas pessoas estão optando por, em vez de irem a restaurantes caros, contratar um profissional para cozinhar em casa, juntando vários amigos em um jantar especial.

A grande vantagem desse trabalho é que, na maioria das vezes, os eventos acontecem fora do horário comercial, o que permite que você concilie sua jornada de trabalho integral com esses extras.

Para você ter uma ideia, um evento como personal chef pode render entre R$ 500 a R$ 2 mil para o profissional, dependendo do trabalho necessário envolvido na preparação de cada refeição.

 Ponto positivo: geralmente, quem gosta de cozinhar sente muito prazer em fazer um trabalho realmente bem-feito. Por isso, além de garantir uma boa renda extra, esse trabalho costuma trazer grande satisfação a cada evento realizado.

→ Ponto de atenção: para garantir bons resultados financeiros, será preciso tomar cuidado com o desperdício. Será necessário investir em alguns equipamentos na cozinha para armazenar alimentos adequadamente, por exemplo, além de muito planejamento para não comprar mais ingredientes que o necessário.

Explore seus talentos manuais

Acha que aquele artesanato que você faz só serve para consumo próprio? Talvez seja a hora de rever alguns conceitos. Sim, seus talentos podem ser muito úteis para diversas pessoas!

Sem contar que o artesanato está muito na moda hoje em dia, principalmente porque, com a crise, as pessoas têm buscado opções mais baratas de decoração, mobiliário e vestuário.

Se você tem habilidade com cerâmica, madeira ou até mesmo com bordados diversos, chegou a hora de transformar esse hobby em renda extra. Os valores variam muito, de acordo com o serviço e o produto fabricado.

Também é necessário colocar no papel não apenas o tempo gasto na fabricação do item, mas também a urgência desejada para cada cliente.

 Ponto positivo: na maioria dos casos, esse tipo de trabalho acaba sendo uma distração para quem já passa o dia todo em uma rotina cansativa. Por isso, converter esses momentos em possibilidades de ganhos pode ser muito positivo!

→ Ponto de atenção: cuidado na hora de precificar os seus trabalhos. Além do material usado, é preciso pensar bem na remuneração da sua mão de obra.

Afinal de contas, é daí que você vai tirar o lucro pelo seu esforço. Esse é o tipo de trabalho que os parentes costumam pedir que você faça por um preço camarada ou até mesmo de graça. Mas é preciso deixar claro que se trata de uma forma de ganho importante para você.

Ofereça serviços de manutenção

Esse tipo de profissional é aquele que realiza serviços ligados a pequenos consertos caseiros, como trocar a resistência do chuveiro, desentupir pias, substituir torneiras e até mesmo pintar paredes. Tudo isso pode render um bom dinheiro!

Os serviços de bombeiros ou pintores profissionais, embora quase sempre cobrem preços justos, vêm ficando fora da realidade da maioria das pessoas. Portanto, quem tem habilidades nessa área, mesmo não sendo profissional, pode aproveitar o momento.

Uma boa forma de divulgação desse trabalho é na própria vizinhança. Imprima alguns cartões de visita e espalhe pelos condomínios.

Assim que você atender os primeiros clientes, também será favorecido pela propaganda boca a boca, que ajuda muito nesse caso. O valor da visita pode começar em R$ 30, mas isso depende do serviço e do tempo necessário para concluí-lo.

Ah, não pense que serviço de manutenção é uma possibilidade apenas para homens. Mulheres habilidosas também podem realizar esse tipo de serviço, viu? O segredo está em não se comprometer a fazer o que não sabe, oferecer um bom atendimento e, claro, cobrar um preço justo.

 Ponto positivo: trata-se de um ótimo serviço para ser realizado nos finais de semana — especialmente no sábado de manhã, quando as pessoas estão dispostas e prontas para realizar reparos em casa.

→ Ponto de atenção: procure trabalhar com bons parceiros para o fornecimento de peças e de materiais. Caso contrário, você pode ter dor de cabeça na hora de realizar os serviços, deixando uma impressão negativa.

Organize um bazar com os objetos que não usa mais

Uma loja online pode ajudar a aumentar a renda familiar

Compramos muitas coisas que, ao final, não usamos e ficam guardadas em casa. De roupas, calçados e acessórios a equipamentos, passando por objetos de decoração e de arte, joias etc.

Sabe aquela roupa que você comprou para uma ocasião específica e que agora sente que já não quer usar? Alguém verá valor nela; você poderá vendê-la.

Use plataformas como a Enjoei ou simplesmente monte uma venda na garagem e chame amigos e conhecidos. Se você costuma ir muito às compras, poderá fazer esse bazar uma vez ao ano, ou a cada seis meses.

→ Ponto positivo: você ajudará o meio ambiente ao não descartar. Essa atitude também pode ajudar a zelar mais por suas coisas, visando vendê-las lá na frente.

→ Ponto de atenção: é importante ter um bom senso de justiça ao precificar seus objetos. E esse é o tipo de comércio que gira em torno do pagamento à vista; não venda fiado ou parcelado — sua clientela está praticando a compra de oportunidade.

Seja guia de turismo em sua cidade

Toda cidade tem potencial turístico. Algumas exploram isso de maneira estratégica, especialmente aquelas com bastante história e paisagens fora do comum.

Agora, você já parou para pensar que a sua cidade pode ser explorada de maneira turística? Será que todo mundo que mora nela conhece a história das ruas? Será que todo mundo já descobriu aqueles cantinhos “escondidos”?

Se sua cidade já é bastante turística, você pode criar um roteiro alternativo para um público específico. Estude sobre os chamados “walking tours”, nos quais os participantes percorrem um bairro ou dois e são acompanhados por um guia que mostra detalhes e conta curiosidades.

Você pode, por exemplo, dedicar-se a guiar grupos de idosos por um bairro específico. Pode firmar parcerias com bares, cafés e restaurantes e proporcionar uma visita especial aos clientes desses estabelecimentos. Use a criatividade para entregar uma experiência diferenciada, divulgue nas redes sociais e aproveite o boca a boca.

→ Ponto positivo: com um bom planejamento de agenda, é possível fornecer serviço de guia turístico nos fins de semana e feriados.

→ Ponto de atenção: monte um cronograma realista e antecipe-se a datas especiais, fechando excursões com antecedências para realizar o melhor atendimento possível.

Faça tradução de textos

Se você domina uma língua específica, também pode se dedicar a traduzir textos para o português. Há diversas plataformas e aplicativos que fazem a conexão entre tradutores e clientes (Workana, 99Freelas etc.), mas você também pode fazer sua própria divulgação.

Capriche para se diferenciar dos concorrentes. Opte por uma tradução com estilo, que capte o sentido de cada frase, adicionando nuances típicas da língua portuguesa, com as quais o público leitor está acostumado. Aqui, vale investir em especializações, muitas realizadas online e por preços acessíveis, para aprimorar técnicas de tradução.

Também é importante estudar os tipos e os estilos de textos e ver com qual deles você se sente mais confortável de trabalhar. Há, por exemplo, bastante trabalho para tradutores de textos comerciais e publicitários, mas também um mercado gigante de tradução de artigos científicos (especialmente em inglês) e técnicos (como da área médica ou tecnológica).

→ Ponto positivo: você pode cobrar por projetos inteiros ou por quantidade de palavras, definindo junto ao cliente um prazo razoável para entrega. Com o tempo, poderá selecionar bem os clientes e cobrar valores razoáveis pelas suas traduções.

→ Ponto de atenção: ao fechar um projeto de tradução, combine metade do pagamento de maneira antecipada e a outra metade na finalização do serviço. Esclareça muito bem o briefing do trabalho, para que ambas as partes se sintam seguras e saibam exatamente o que será realizado.

Quais são os alicerces do lucro com renda extra?

Só mais um detalhe. Saiba que você vai precisar de três coisas fundamentais para quem vai partir para renda extra: paciência, disciplina e planejamento. Entenda, a seguir, os detalhes:

• paciência: talvez sua situação financeira não esteja das melhores, mas é preciso ir com calma, porque não adianta escolher fazer qualquer coisa. Pare e pense sobre o que você poderia fazer tão bem que ainda seria recompensado financeiramente. Também não tente fazer tudo ao mesmo tempo, pois assim ficará sobrecarregado, gerando resultados não tão satisfatórios;

• disciplina: a disciplina é a melhor amiga de quem precisa de resultados. Engana-se quem pensa que é da noite para o dia. Tem dia que você não quer fazer, mas vai precisar encontrar forças e encarar a tarefa. E esse é justamente um dos principais motivos para correr atrás de algo que gosta de fazer;

• planejamento: não tenha dúvidas, o planejamento traz clareza. Se você precisa de uma renda extra para quitar uma dívida, por exemplo, deve fazer um levantamento para saber o quanto realmente deve. Esse é o primeiro passo.

Se seu objetivo é fazer uma grana a mais para um tipo de investimento, também é recomendável levantar o valor total. Com planejamento financeiro, você tem o início, o meio e o fim de qualquer projeto. Nada o impede de prosseguir depois de alcançado o objetivo, mas, até que isso aconteça, siga firme no planejamento.

Como você viu, há inúmeras possibilidades de se alcançar uma renda extra. Não é algo simples, mas, com pensamento estratégico e esforço, é sim possível ver as entradas mensais aumentarem para além do salário.

Essas foram apenas algumas ideias de como é possível você conseguir uma renda extra para fechar suas contas no azul no fim do mês ou até mesmo fazer um investimento.

Mas que fique bem claro: renda extra não é apenas para pagar contas. E olha que as possibilidades definitivamente não se esgotaram com nossa lista!

Você ainda pode alugar sua garagem, desenvolver um aplicativo para alguém ou alguma empresa, testar apps, organizar festas e eventos e, se quiser ir mais longe, até abrir uma franquia.

Todas essas modalidades de adquirir uma renda extra são interessantes principalmente por serem formas de fácil administração, podendo ser feitas inclusive remotamente, com horários flexíveis e com a possibilidade de delegar funções para terceiros. Tudo vai depender do seu potencial e da sua disponibilidade para conseguir obter um dinheirinho a mais no fim do mês.

O que você achou das nossas dicas? Conseguimos ajudar a pensar em formas prazerosas de gerar renda extra? Se essas dicas foram úteis, que tal assinar nossa newsletter para não perder mais conteúdos como este?

materiais educativos

  • Publicado

    18 de dezembro de 2020

  • Categoria

    Educação Financeira

  • Tags Relacionadas

    Finanças pessoais

Cadastre-se para receber atualizações por e-mail