Planejamento familiar: qual é a importância e como fazer?

Planejamento familiar: qual é a importância e como fazer?

O planejamento familiar é muito importante para garantir uma proteção financeira familiar, mesmo com todos os gastos e imprevistos que podem acontecer envolvendo a família. Embora muitas pessoas conheçam a necessidade de pensar nessa ideia e colocá-la em prática, grande parte não sabe ao certo como fazer isso.

Se esse é o seu caso, não se preocupe! Vamos ajudar você nessa missão. Reunimos informações relevantes sobre a importância do planejamento familiar e como fazer para estruturá-lo com qualidade. Então, é só continuar a leitura!

Qual é a importância do planejamento familiar?

Veja a importância do planejamento familiar financeiro

O planejamento familiar diz respeito ao que um casal almeja para a sua família, incluindo diferentes esferas como: número de filhos, reserva financeira, investimento, segurança com relação à saúde, aposentadoria, entre outros aspectos.

Além de desenhar essas perspectivas, planejar os passos da família também envolve pensar nas estratégias para colocar as ações em prática de forma eficiente.

A importância disso é poder ter uma previsão melhor dos fatos que acontecerão na vida. Ter claro o que se deseja e os caminhos a serem percorridos para conseguir conquistar é fundamental para ter sucesso e viver com mais segurança.

A seguir, falamos um pouco mais sobre como colocar essa ideia em prática de uma maneira eficiente. Continue a leitura!

Como realizá-lo de maneira eficiente?

Cada família é única, por isso, algumas ações que funcionam para uma podem não ser eficientes para outra. Entretanto, existem estratégias em comum que tendem a ser eficazes para grande parte dos grupos familiares.

Vamos destacar algumas delas para você conhecer e colocar em prática conforme as suas expectativas e necessidades, sempre fazendo mudanças quando necessário.

Pense no que deseja para o futuro

O primeiro passo para construir um planejamento familiar é pensar como você e seu cônjuge se enxergam no futuro. Com filhos? Viajando ou morando em um apartamento mais caro? Investindo em saúde ou preferindo uma boa aposentadoria para cobrir os custos?

Essas decisões são pessoais e devem ser pensadas em conjunto com o núcleo familiar, para que todos possam participar da decisão e das estratégias. Afinal, o plano, de um modo ou de outro, afetará a vida de todos.

Crie metas coletivas

Outra ação importante é pensar em metas coletivas para alcançar no planejamento familiar. Vale lembrar que a pessoa que mais recebe salário em casa terá um papel maior financeiramente.

Isso não significa que os outros não possam colaborar de outras formas. Para o planejamento familiar ser alcançado não basta apenas ter dinheiro, é necessário organização e que todas as outras bases que envolvem uma casa e uma família estejam fluindo.

Faça um planejamento financeiro familiar

Conheça os passos para o bom planejamento familiar financeiro

Apesar de todos os pilares se completarem, ter uma boa organização financeira ajuda muito, principalmente quando falamos em planejamento a longo prazo. Por isso, outra importante ação para que o plano familiar seja eficiente é ter um bom roteiro financeiro.

Isso não significa anotar cada centavo gasto. Estamos falando de saber qual é o custo mensal da família, o quanto é necessário ganhar para ter aquilo que se almeja, quais são as possibilidades no emprego que se está ou como é possível aumentar os rendimentos com uma renda extra.

banner-materiais-educativos-DESKTOP

Entenda possíveis complicações

Embora o planejamento familiar seja repleto de sonhos e realizações, é preciso conhecer as possíveis complicações que o envolvem. Essa ação permite que se pense, de forma antecipada, em estratégias caso algo não saia conforme o esperado.

Portanto, pegue um papel e uma caneta e liste todos os possíveis imprevistos que podem atrapalhar os seus planos. Ao lado de cada um deles esboce algumas reações que você pode ter para ajudar a amenizar o problema até que seja possível retomar o plano.

Pense na reserva de emergência

Para os casos acima, que envolvem complicações inesperadas, é sempre importante ter uma reserva de emergência. Mesmo que não sobre muito dinheiro no final do mês, é interessante destinar uma quantia para ser colocada nessa reserva até se atingir um valor seguro.

Alguns especialistas falam em seis meses do custo de vida da família. Essa é apenas uma ideia, pois a sua reserva não vai começar só quando guardar o dinheiro desses seis meses. É importante iniciar mesmo com pouco. Você se surpreenderá com a quantia que é possível acumular mesmo quando se considera que não seja possível.

Quais cuidados tomar?

O planejamento familiar é uma ótima ação a ser feita e pode trazer muitos benefícios para quem opta por ele. Mas é preciso tomar certos cuidados durante o processo para que tudo saia conforme o esperado. Anote aí alguns deles:

• escute a opinião do seu parceiro ou parceira;

• converse com os filhos e inclua as suas vontades sempre que possível;

• economize dinheiro para acontecimentos inesperados;

• não crie metas que não sejam possíveis de bater;

• contrate boas empresas de seguros;

• prefira começar devagar do que não começar.

Saiba que por mais que se planeje, algumas vezes nada sai conforme o imaginado. Isso não é motivo para desespero ou para desistir.

Caso aconteça com você, organize as ideias, veja quais foram os motivos que fizeram o seu planejamento não sair como o esperado, refaça os planos e comece novamente. O importante é sempre poder replanejar e adaptar as situações com a realidade vivida.

Por que investir em seguro e previdência?

Nosso último tópico sobre planejamento familiar foi reservado especialmente para falarmos sobre a importância de investir em seguro de vida e previdência.

Muitas vezes, famílias têm belos planejamentos de vida, mas por algum acidente ou mudança repentina precisam se desfazer de metas já conquistadas ou abrir mão de seu patrimônio.

Para evitar ou amenizar os prejuízos é fundamental contar com diferentes tipos de seguros e uma boa previdência privada, que garanta uma aposentadoria e uma melhor idade mais tranquila. Alguns tipos de seguros que podem ser feitos são de:

• morte;

• invalidez;

• sobrevivência (previdência privada);

• bem-estar.

Por fim, para evitar surpresas desagradáveis é importante contratar os seguros de uma empresa séria e sólida, como a MAG Seguros, que tem experiência e credibilidade no mercado. Portanto, sempre verifique o histórico da organização.

Pensar em um planejamento familiar, seja a curto ou longo prazo, é essencial para se ter uma organização que permita alcançar objetivos que talvez não fossem possíveis sem ele.

Colocar em prática ações planejadas traz uma ideia melhor do que se espera a cada dia. Isso é muito positivo, pois diminui as chances de imprevistos e contribui para se viver de uma maneira mais segura.

Está esperando o que para colocar as ideias em prática? Aproveite e compartilhe este conteúdo em suas redes sociais e permita que seus amigos também possam pensar em um planejamento familiar eficiente!

simulacao-seguro-vida

Cadastre-se para receber atualizações por e-mail