Conheça 5 programas de fidelidade que valem a pena

Conheça 5 programas de fidelidade que valem a pena

Quando falamos de programas de fidelidade na mesa de jantar ou na confraternização da empresa, sempre tem aquele amigo cético que não confia nos reais benefícios dos pontos. Por outro lado, tem também aquela pessoa que participa de todos os programas de fidelidade que existem!

E aí, quem está com a razão? A verdade é que os dois estão certos e errados ao mesmo tempo! Os programas de fidelidade se popularizaram de tal modo que muitos não chegam a apresentar vantagens significativas quando levamos em conta as anuidades, taxas e prazos.

Mas isso não significa dizer que seja impossível economizar ou obter qualquer tipo de vantagem em todos os programas. Dependendo do ritmo em que você consome e do programa que você escolheu, é possível sim tirar vantagem desse tipo de iniciativa. Continue a leitura do post e descubra mais!

programas de fidelidade

O que são programas de fidelidade?

Programa de fidelidade é um termo bastante amplo, utilizado para designar um sistema de recompensas oferecidas ao consumidor em troca da preferência por utilizar os produtos ou serviços vinculados à determinada marca.

Ou seja, desde a cartela de carimbos da sorveteria da esquina até o programa de vantagens do cartão de crédito, o consumidor participa anualmente de dezenas ou centenas de programas — muitas vezes sem nem se dar conta.

O programa de fidelidade pode representar uma troca justa que traz vantagens para as duas partes. O consumidor ganha ao poder reaver uma parte do dinheiro que gastou em descontos oferecidos pela loja, enquanto o comerciante tem a vantagem do aumento no seu faturamento, na medida em que o consumidor passa fazer compras em seu estabelecimento com exclusividade.

Um programa de fidelidade é sempre vantajoso?

Às vezes, esse equilíbrio acaba sendo quebrado quando uma das partes utiliza o programa de forma abusiva. Podemos citar o exemplo de um comerciante que todo mês compra de si mesmo um alto valor em produtos, simulando uma transação válida.

Na prática, ele tira o dinheiro de um bolso e coloca no outro, aceitando pequenas perdas em taxas pagas à operadora em troca das vantagens oferecidas pelo programa de fidelidade. Infelizmente, esse tipo de fraude acaba estragando o programa para todos e não combina muito com as boas práticas de inteligência financeira.

Assim como o consumidor, muitas vezes os lojistas também agem de forma abusiva ao criarem as regras do programa de fidelidade. Em alguns casos, a quantidade de pontos necessária para resgatar um prêmio é muito maior do que o consumidor médio é capaz de acumular, mesmo comprando exclusivamente na loja.

Em outros casos, a data de validade dos pontos é muito curta e quando o cliente finalmente consegue acumular todos os pontos, boa parte deles já expirou.

Por fim, há casos também em que o benefício oferecido ao consumidor está embutido no preço que ele paga pelo produto ou em anuidades e taxas de administração. Por isso, é sempre bom ler as regras com calma e sempre com a calculadora do lado.

Como funcionam os programas de fidelidade?

Na prática, existem algumas modalidades diferentes de programas de fidelidade. Os mais populares são os programas de coalizão, que contam com a participação de diversas empresas. Os pontos acumulados com compras em um estabelecimento podem ser utilizados para resgatar produtos e serviços no estabelecimento de outro parceiro.

Nos programas individuais, os pontos acumulados com compra em determinada loja só podem ser utilizados para resgatar benefícios dentro do mesmo estabelecimento. Alguns têm parceria com programas de coalizão — isso é algo muito comum no setor de transporte aéreo e no setor bancário.

Por fim, temos também os chamados programas de cashback. Neles, o consumidor adquire produtos em um site parceiro da empresa, e parte da comissão recebida pelo vendedor é compartilhada com o comprador, de modo que ele literalmente recebe parte do dinheiro da compra de volta.

seguro ideal

Que programas de fidelidade existem no mercado?

Além dos programas de fidelidade das redes e lojas menores, há aqueles mais conhecidos, que estão entre os gigantes do setor. Confira abaixo cinco dos principais programas de fidelidade disponíveis no mercado!

programas de fidelidade

1. Dotz

No Dotz, o consumidor pode acumular compras de duas formas diferentes: comprando em estabelecimentos ou sites parceiros, ou em outras lojas com o cartão de crédito de alguma empresa parceira. Esses pontos podem ser trocados por uma infinidade de produtos e serviços com comodidade pela internet.

2. Smiles

Assim como o Dotz, no Smiles os pontos também são acumulados em compras envolvendo parceiros. Esses pontos podem ser trocados por descontos em passagens aéreas da Gol e também de algumas empresas estrangeiras, como Delta Air Lines, Air France e KLM.

3. Nubank Rewards

O programa de fidelidade da Nubank funciona assim: você faz compras com o cartão de crédito da empresa e vai acumulando pontos que podem ser resgatados na forma de descontos em dinheiro na sua fatura. Assim, você utiliza os pontos com serviços e produtos que você realmente usa e não com uma máquina de fazer algodão doce que vai ficar encostada no armário.

Além disso, o programa ganha em transparência, já que o saldo nunca expira e cada ponto representa um real na conversão. Isso acaba com aquele esquema em que milhões de pontos valem apenas um litro de gasolina ou alguns poucos reais.

Apesar das vantagens, o programa não é gratuito. Tem uma anuidade, e os especialistas afirmam que ele só é vantajoso para quem compra acima de determinado valor todos os meses no cartão, por isso, fique atento!

4. Km de vantagens

Se você trabalha na estrada ou costuma viajar bastante de carro, então talvez seja vantajoso fazer parte de um programa de fidelidade em que você pode acumular pontos abastecendo e comprando itens na lojinha de conveniência e depois pode revertê-los em mais combustível ou troca de óleo. Esse é o caso do programa Km de vantagens do Posto Ipiranga. Além disso, os pontos podem ser transferidos para o Multiplus.

5. Cashback: dinheiro de volta

O mecanismo de funcionamento entre os diversos fornecedores desse tipo de programa é bastante parecido. Varia apenas em função do resgate mínimo e dos parceiros conveniados, de modo que a escolha é bastante pessoal.

Vale a pena dar uma olhada ainda:

• no Méliuz, que tem mais de 2 mil lojas parceiras, e o resgate mínimo é de 20 reais;

• no Cashola, que conta com cerca de 250 parceiros, com resgate mínimo de 15 reais;

• no Poup, que costuma repassar 50% da comissão dada ao vendedor para o consumidor. São mais de 300 parceiros conveniados e o mínimo de resgate é 30 reais.

E aí, curtiu nosso artigo? Então, fique com a gente nas redes sociais. Temos sempre conteúdo novo no InstagramLinkedInTwitter e Facebook e vídeos interessante em nosso canal no YouTube!

materiais educativos

  • Publicado

    10 de outubro de 2018

  • Categoria

    Educação Financeira

  • Tags Relacionadas

    Finanças pessoais

Cadastre-se para receber atualizações por e-mail