Qual é o impacto da sua vida financeira na sua saúde?

Qual é o impacto da sua vida financeira na sua saúde?

Ter uma vida financeira tranquila é muito importante para quem deseja segurança e calma no cotidiano. Nesse contexto, o planejamento é fundamental, permitindo ter os recursos necessários para viver com tranquilidade.

Afinal, os aspectos financeiros influenciam a saúde, tanto física quanto emocional; portanto, é importante cuidar de suas finanças para não adoecer em virtude do dinheiro. Diversas atitudes podem ser tomadas para trazer mais segurança e garantir os recursos necessários para viver em paz.

Neste artigo, vamos mostrar o impacto da vida financeira na saúde. Além disso, mostraremos como organizar esse aspecto e a importância de pensar no futuro. Confira!

O que é considerada uma boa vida financeira?

Como planejar sua vida financeira em poucos passos

Uma boa vida financeira não significa, necessariamente, ser rico ou ter uma fonte de renda alta. O equilíbrio está em manter um padrão que seja sustentável pelo máximo de tempo possível, mesmo com acontecimentos adversos. Isso representa ter o controle sobre os gastos de maneira que eles não coloquem você em aperto em situações extraordinárias.

Em uma época de crises e de incertezas econômicas como a que estamos vivendo, ter estabilidade nas finanças não é uma tarefa tão simples, sabemos. Entretanto, com organização e planejamento, é possível cuidar das contas e alcançar o equilíbrio necessário para administrar os seus recursos, melhorando a qualidade de vida da família.

Qual é o impacto da vida financeira na saúde?

Uma vida financeira atribulada traz diversos impactos para a saúde. Quando alguém está com dificuldades para controlar suas finanças, é normal que esses problemas afetem a saúde mental e, por muitas vezes, física.

Algumas doenças podem ser desenvolvidas pela falta de controle sobre as finanças. Na parte emocional, podemos citar a ansiedade e o estresse como doenças provocadas por esse descontrole financeiro. Contas, dívidas e falta de dinheiro são elementos estressantes e que geram muita ansiedade, prejudicando a saúde mental no cotidiano.

Outra consequência é a baixa autoestima, pois é comum se sentir desanimado e incapaz de reverter a situação. Quando o problema persiste por muito tempo, também é possível desenvolver depressão: a falta de dinheiro priva de muitos momentos felizes e de oportunidades de crescimento pessoal e profissional, causando ainda sentimentos de inutilidade e de descrença.

A insônia e a irritabilidade também podem ser citadas, sendo sintomas rapidamente detectados no cotidiano, pois atrapalham a convivência com outras pessoas, além de prejudicar o sono.

A angústia pela falta de dinheiro e por finanças descontroladas pode causar problemas graves, como o infarto, pois a preocupação constante aumenta a probabilidade dessa ocorrência.

Como organizar a vida financeira?

Para evitar essas doenças, melhorar a qualidade de vida e manter a saúde em dia, é importante organizar as suas finanças. Confira algumas dicas!

Aprenda a organizar sua vida financeira

Conheça a sua renda

O primeiro passo é saber exatamente qual é a sua renda. Muitos têm dificuldades porque gastam mais do que recebem, contraindo dívidas que comprometem o orçamento. Para evitar esse processo, você precisa conhecer não somente o seu salário, mas todos os descontos.

Analise impostos e plano de saúde, bem como outras fontes de renda, como aluguéis, horas extras realizadas ou trabalho à parte que façam parte dos seus ganhos.

Ter a percepção correta sobre a sua renda é importante para gastar o dinheiro com mais sabedoria e não contrair dívidas por falta de conhecimento. O importante é ter um padrão de vida de acordo com a sua renda, evitar a tentação de gastar todo o salário e utilizar valores extras para fazer bons investimentos pensando no futuro.

Defina objetivos financeiros

Outro ponto essencial é definir quais são os seus objetivos financeiros, pois essa é uma atitude que possibilita a mudança de padrão e a economia no dia a dia. É preciso mudar o hábito e entender ser necessário poupar constantemente, não somente quando está mais fácil.

Sendo assim, conheça quais são as prioridades e os objetivos que deseja atingir. Determine a quantia mensal que será destinada à reserva e mantenha o compromisso de separar esse dinheiro. Desse modo, será possível controlar os gastos e construir uma reserva emergencial.

materiais educativos

Quite suas dívidas

Uma das melhores maneiras de resolver esse problema e ter mais tranquilidade é encontrar um jeito de sair das dívidas. Isso deve ser feito antes mesmo de pensar em viajar, de comprar roupas e de realizar objetivos, pois elas são um dos maiores problemas em relação ao dinheiro.

As dívidas geralmente trazem juros, em grande parte altos, e comprometem uma boa parte do seu orçamento. Sendo assim, é importantíssimo se planejar para quitar esses débitos e diminuir a preocupação com a questão. Se for necessário, peça ajuda financeira a alguém de confiança, pois assim será mais fácil se recuperar e alcançar o equilíbrio.

Por que é importante pensar no futuro?

Quando falamos de planejamento financeiro, também é importante pensar no futuro, afinal, nem sempre você terá a mesma renda. Por isso, é preciso buscar maneiras de investir o seu dinheiro e garantir uma aposentadoria confortável, com o padrão de vida do seu desejo.

Uma estratégia interessante para o futuro é investir em uma previdência privada para complementar a aposentadoria. Os períodos e os valores investidos variam de acordo com o interesse do investidor e as regras de cada instituição.

Existem diversos tipos de previdência privada interessantes, sendo necessário encontrar a mais benéfica para você. Para isso, é preciso ver qual é sua renda mensal bruta, o tempo de investimento, as regras e, é claro, quanto você deseja ganhar.

Uma das principais vantagens dessa modalidade é a possibilidade de fazer o resgate em qualquer momento. Outro benefício está nos impostos: a depender do tipo escolhido, eles são cobrados apenas no resgate e não durante a acumulação.

Além disso, é fundamental investir em proteção financeira com um seguro de vida. Assim, você garante uma cobertura em dinheiro em casos de doença grave ou invalidez, a depender do plano contratado.

Isso sem falar que seus entes queridos ficam protegidos caso você venha a falecer por morte natural ou acidental. Dessa maneira, você estende os cuidados também para quem ama.

Neste artigo, mostramos como a vida financeira afeta a saúde e a importância de se planejar para não sofrer com esse aspecto. Uma pessoa organizada cuida do seu dinheiro de modo a evitar situações arriscadas, tendo mais segurança para viver em tranquilidade.

Que tal conhecer nossa loja online e simular um seguro de vida ideal para você? 

 

Cadastre-se para receber atualizações por e-mail