Abertura do comércio: quais cuidados tomar para se proteger?

Abertura do comércio: quais cuidados tomar para se proteger?

Desde que a Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou pandemia do novo coronavírus, empresas têm readaptado a rotina para incorporar as medidas de segurança impostas pelas autoridades e, assim, conter o avanço da doença pelo país. Mas, enfim, chegou a fase de abertura do comércio.

Muitos estabelecimentos, inclusive, viram-se obrigados a fechar as portas e implementar o trabalho remoto, migrando as vendas para os canais digitais.

Agora, quando muitos estados já retomam as atividades comerciais, é preciso manter os cuidados e atentar-se para alguns protocolos de atendimento presencial. Afinal, a circulação de pessoas ainda representa risco no que se refere à propagação da Covid-19.

Pensando nisso, e para que você saiba como se proteger e proteger as pessoas ao seu redor, separamos algumas informações importantes sobre o assunto e dicas de cuidados essenciais que você deve manter na abertura do comércio.

Abertura do comércio na pandemia

Veja quais cuidados tomar com a abertura do comércio na pandemia

Sem dúvidas, o Brasil é um país com proporções continentais. Sendo assim, o risco de contágio pelo novo coronavírus pode variar de região para região. Enquanto alguns estados já estabilizaram o número de novos casos, por exemplo, outros ainda se encontram em fase de ascensão da doença.

Por isso, de cidade para cidade, podem variar as condições para a retomada do comércio e as orientações com relação ao isolamento social.

Outra questão a ser considerada é o fechamento de comércio não essencial. Em alguns estados, há determinação para o fechamento de estabelecimentos como salão de beleza e lojas de conveniência. Portanto, é fundamental ficar atento aos decretos que podem mudar a qualquer momento e às atividades permitidas enquanto a pandemia for presente.

Ainda assim, se você for comerciante ou consumidor de um estabelecimento liberado para funcionar, vale observar os protocolos dos setores econômicos para o atendimento, respeitando as orientações a fim de não ser contaminado ou contaminar terceiros.

Cuidados necessários para se proteger

Além das orientações específicas para cada tipo de atividade econômica, de acordo com os seus riscos e dinâmicas produtivas, vale conferir algumas regras gerais. Estas valem em qualquer caso e devem ser respeitadas por comerciantes e por consumidores. Confira!

Use máscaras ao sair de casa

Como se sabe, o principal meio de propagação da Covid-19 é a secreção. A máscara, nesse sentido, funciona como uma barreira contra gotículas contaminadas que podem ser depositadas no ambiente por meio da tosse, do espirro e até mesmo da fala.

Para ter ideia da importância do acessório, estima-se que seu uso pode reduzir em até 40% o crescimento de casos da doença. Portanto, sempre utilize máscara ao sair de casa.

Mantenha o distanciamento

Além do uso coletivo de máscaras, especialmente nos comércios fechados, recomenda-se o distanciamento de, no mínimo, dois metros das demais pessoas.

Muitos estabelecimentos já adotaram a indicação desse espaço necessário nas filas de caixa, por exemplo, de modo que o consumidor tenha ideia do afastamento. Além disso, fazem o controle do fluxo de clientes para evitar o contato próximo entre indivíduos.

Evite aglomerações no estabelecimento

Uma das principais recomendações para controlar o avanço da doença é evitar aglomerações. Tendo em vista a importância de preservar a integridade de consumidores e de funcionários, recomenda-se a realização de uma escala de trabalho e o controle do número de clientes que podem permanecer no estabelecimento. Em bares e em restaurantes, por exemplo, é fundamental manter um espaço de segurança entre mesas e cadeiras.

Lave as mãos com frequência

Aproveitar a abertura do comércio na pandemia requer alguns cuidados

Em qualquer ambiente comercial, é previsto que muitas pessoas toquem nas mesmas superfícies. Como exemplo, vale mencionar o carrinho de supermercado e os produtos nas prateleiras.

Por outro lado, nunca se sabe quais ambientes podem estar infectados. Sendo assim, higienize com frequência as mãos com água e sabão, evitando levá-las ao rosto. Se preciso, reforce a esterilização com álcool em gel a 70% ao longo do dia.

Higienize as superfícies

Pelas mesmas razões, se você for comerciante, fique atento às superfícies do estabelecimento, especialmente às maçanetas, bancadas de atendimento e corrimões.

Para resguardar a segurança de clientes e de funcionários, higienize com detergente, álcool a 70% ou produtos desinfetantes, como solução com água sanitária. Para os consumidores, recomenda-se a limpeza de qualquer embalagem adquirida.

Reforce mensagens educativas

Caso você seja responsável por um estabelecimento em abertura, vale reforçar mensagens educativas por todos os meios de comunicação e por placas de orientação sanitária.

Assim, os clientes poderão lembrar-se das recomendações mais eficazes para que todos estejam protegidos. Além disso, a medida permite alertar os funcionários que trabalham diretamente com o público.

Saia apenas quando indispensável

Por último, vale ressaltar que, apesar das recomendações para a abertura do comércio, o ideal é sair de casa apenas quando necessário e dar prioridade às compras online.

A exemplo de países como França e Itália, o isolamento domiciliar em massa ainda é a chave para a redução do número de novos casos por dia e para a amenização do número de contaminados.

A importância de seguir as orientações

O novo coronavírus tem sido um verdadeiro desafio para as autoridades sanitárias do mundo todo, que há meses buscam maneiras eficazes de reduzir o número de vítimas e de frear o contágio em massa.

Muito além dos decretos, no entanto, é necessário o apoio de toda a população para que a rotina possa voltar ao normal gradualmente.

Nesse contexto, é fundamental estar atento às recomendações científicas que podem evitar o contágio e a contaminação de terceiros diante da abertura gradual do comércio. Aos consumidores, reforçamos a indicação do uso de máscara para evitar o coronavírus e o cuidado com superfícies.

Aos comerciantes, orienta-se a manutenção de um ambiente higienizado, o controle da entrada e do fluxo de clientes e o cuidado com as equipes responsáveis pelo atendimento. Com colaboração mútua, o número de vítimas da Covid-19 poderá ser controlado, o que viabiliza a retomada das atividades a médio prazo.

A partir da recomendação das autoridades para que a população permaneça em quarentena, diversos comerciantes tiveram que fechar as portas temporariamente.

Agora, com a flexibilização das medidas em diversos estados, empresas começam a retomar as atividades e, portanto, procuram por métodos seguros para atender o público.

Diante desse contexto que ainda oferece riscos, é importante que empreendedores e consumidores sigam as regras à risca, observando os procedimentos de segurança pessoal e coletiva para a abertura do comércio.

Você já conhece nossos conteúdos grátis sobre educação financeira? Clique no banner a seguir e aproveite!

materiais educativos

  • Publicado

    12 de agosto de 2020

  • Categoria

    Longevidade

  • Tags Relacionadas

    Saúde