Com quantos anos se aposenta no Brasil? Entenda as mudanças e como se planejar!

Com quantos anos se aposenta no Brasil? Entenda as mudanças e como se planejar!

A Reforma da Previdência trouxe uma série de dúvidas e de incertezas para milhões de brasileiros. Alguns que estavam prestes a dar entrada no benefício precisaram adiar seus planos. Já aqueles que planejam o processo em longo prazo ficaram ainda mais frustrados e se perguntam: afinal, com quantos anos se aposenta no Brasil?

Preparamos um artigo para você entender melhor como ficaram as regras após a reforma e, consequentemente, com quantos anos se aposenta no Brasil. Além disso, vamos dar dicas especiais para você se preparar. Continue a leitura e saiba mais!

Quais são as expectativas dos brasileiros após a Reforma da Previdência?

Descubra com quantos anos se aposenta no Brasil

Planejamento da aposentadoria e organização financeira são assuntos sensíveis para boa parte da população. Afinal, reconhecer que vai envelhecer e que é necessário se preparar gera desconforto para muitas pessoas.

E isso não tem a ver com nenhum pessimismo em relação à duração de vida. Em um estudo encabeçado pelo Instituto de Longevidade Mongeral Aegon, a maior parte dos brasileiros afirmou ter a expectativa de viver em média até os 87 anos — 7 anos acima de outros países que participaram da pesquisa e 11 anos além da média de expectativa de vida informada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Além disso, o brasileiro tem uma grande preocupação com a aposentadoria. O mesmo levantamento revelou que 56% dos entrevistados chegam a ficar estressados com o planejamento financeiro de longo prazo ligado à aposentadoria. Isso é bem acima da média mundial, que está em 41%.

Com a Reforma da Previdência, essa preocupação ficou ainda maior. As discussões sobre o tema fizeram aumentar os riscos relacionados ao futuro benefício aos olhos do segurado do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), sobretudo no que se refere à idade da aposentadoria e aos valores a serem recebidos.

Além disso, as mudanças nas regras expõem uma aparente fragilidade e inconsistência no sistema previdenciário, fazendo o contribuinte perder a confiança no programa de seguridade social do governo.

A sensação do brasileiro, no entanto, é que ele está preparado para a aposentadoria. O estudo apontou que estamos em terceiro lugar no ranking das nações que mais se sentem prontas para essa etapa. Muito disso se deve a questões culturais, aos benefícios concedidos pela previdência pública e a generosidade do sistema de seguridade social brasileiro.

Então, temos aqui uma contradição. Apesar de esperar viver bastante tempo e se preocupar com a aposentadoria, ações muito sólidas na direção de um planejamento financeiro para o longo prazo poderiam ser mais frequentes e consistentes.

Com quantos anos se aposenta no Brasil?

Pelas novas regras ditadas pela Reforma da Previdência, o segurado poderá ter acesso ao benefício quando completar 62 anos, no caso das mulheres; e 65 anos, no caso dos homens.

No entanto, é preciso levar em conta também que há uma carência mínima de contribuição. Das mulheres, exigem-se 15 anos. Em relação aos homens, os que já contribuem precisam completar 15 anos de aportes. Mas os que ainda não entraram no mercado de trabalho terão de completar 20 anos de aportes.

Quem já estava esperando para se aposentar quando a Reforma da Previdência entrou em vigor pode se valer das regras de transição. Essas definições não mudam o tempo mínimo de contribuição, mas aumentam de forma gradual a idade mínima para as mulheres se aposentarem, que subiu de 60 para 62 anos — a cada ano, aumentam 6 meses, até completar os 62 anos em 2023.

Que mudanças foram implementadas com a reforma?

Além da regra geral de idade mínima para se aposentar, a Reforma da Previdência também trouxe diversas outras alterações importantes. Veja só!

Saiba o que muda com a reforma e com quantos anos se aposenta no Brasil

Tempo de contribuição e valor do benefício

Vale ressaltar que a carência de 15 e 20 anos para mulheres e homens, respectivamente, interfere no valor a ser recebido. Cumprindo apenas o tempo mínimo de contribuição, o segurado tem direito a 60% da média aritmética obtida com a soma de todos os salários desde julho de 1994. A cada ano que ultrapassa o tempo mínimo, ele ganha mais 2%.

Assim, uma mulher chegaria aos 100% se completasse 35 anos de contribuição. No caso dos homens, serão necessários 40 anos de pagamentos ao INSS.

Idade mínima

Como comentado, as mudanças na idade ocorreram principalmente para o trabalhador urbano, aumentando 2 anos para as mulheres. No caso de trabalhadores rurais, indígenas e pescadores artesanais, a idade da regra anterior permanece: para homens é de 60 anos, e para mulheres, 55 anos.

Tipos de aposentadoria

Alguns tipos de aposentadoria foram extintos com a Reforma da Previdência. É o caso da aposentadoria por tempo de contribuição e por pontos. Nesses casos, aqueles que estavam próximos de obter o benefício podem entrar nas regras de transição.

Na aposentadoria por invalidez, o cálculo ocorre como nos outros casos — 60% da média salarial, mais 2% por ano que ultrapassar o tempo mínimo de contribuição. Se tiver menos do que o tempo mínimo, perde os 40%, a não ser que seja um acidente de trabalho.

Como se planejar para a aposentadoria?

Para não depender das idas e vindas nas regras da Previdência Social, é fundamental iniciar e manter sob controle o seu planejamento financeiro.

A recomendação básica é: faça reservas desde cedo e de modo recorrente. A hora para começar é agora. Além disso, ficar de olho no mercado financeiro e fazer investimentos inteligentes pode fazer com que esse dinheiro se multiplique ao longo dos anos. Sempre se lembre: o tempo conta a favor de quem começa desde já.

Para proteger seu patrimônio de possíveis adversidades até a sua aposentadoria, também é importante montar um fundo de emergência que cubra as despesas básicas em casos de desemprego ou que possa ser usado caso ocorra algum problema grave.

Vale a pena contratar um seguro de vida para esses casos, já que muitos oferecem coberturas que podem ser usadas em vida, como no caso de doenças graves. Assim, você evita ter que fazer retiradas ou movimentações nos seus investimentos por causa de imprevistos.

Para não depender somente do benefício do INSS ao se aposentar, é importante também investir em uma previdência privada. Dessa forma, não ficará preso apenas a uma única fonte de renda e poderá complementar seus recebíveis previdenciários.

Assim, além de saber com quantos anos se aposenta no Brasil e as principais mudanças na Reforma da Previdência, quem deseja ter uma aposentadoria confortável precisa planejar agora o futuro. Buscar soluções inteligentes para construir e proteger seu patrimônio é o que garante uma vida mais tranquila para você e sua família.

Gostou de saber com quantos anos se aposenta no Brasil e como a previdência privada pode dar o suporte e a segurança financeira de que você precisa? Então, entre em contato com nossa equipe e saiba mais sobre essa solução!

materiais educativos